Xamanismo

Xamanismo é um termo oriundo da palavra xamã, ‘saman’ da língua Tungus da Sibéria, que significa “curandeiro de espíritos”. O termo Xamanismo é usado para fazer referências a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas e filosóficas, que pode envolver a cura, o transe, o contato com espíritos (ancestrais ou espíritos animais), e o mais importante, o contato com o sagrado.

O Xamanismo é a interação com todo, é a integração com o universo, é o caminho do despertar da consciência que domina os impulsos do corpo animal e manifesta mais o divino que cada um já possui dentro de sí, despertar da consciência de que todos somos integrantes da mesma mente universal, que todos somos um. Xamã Gideon dos Lakotas

Todos os caminhos, uma hora ou outra, conduzirá o homem para o interior de si mesmo, onde ele finalmente terá um intimo contato com Deus, com seu Cristo Interno, nosso Mestre Interior, que sempre esteve ali dentro, e então será capaz de reconhecer as manifestações do Divino no externo, ao seu redor.

É no silencio pleno da mente racional que descobrirá o “Grande Mistério”, e no estado do grande mistério saberá que todos somos um, e só há uma forma de ser uno com o todo.

Após contemplar essa experiência, terá a consciência de que vivemos uma experiência coletiva, em um universo ilusório e relativo, na ilusão da separação, do esquecimento do quanto divino somos.

Todos possuímos um segredinho dentro de nós, e é esse segredinho que nos diferencia dos demais animais.

Como já dito pelo Mestre Jesus: “Vos sois o sal da terra, e sem o sal, com o que mais há de se salgar?”